Arqueólogos encontram templos de 3 mil anos no Sinai

21 de abril de 2009 • 10h58 • atualizado às 11h12
A descoberta pode ajudar os arqueologistas a entender a história do povo da região Foto: EFE
A descoberta pode ajudar os arqueologistas a entender a história do povo da região
21 de abril de 2009
Foto: EFE

Arqueologistas que exploravam uma velha estrada militar no Sinai, no Egito, descobriram quatro templos que faziam parte de uma cidade fortificada com mais de 3 mil anos. Os estudiosos disseram que os templos serviriam para impressionar estrangeiros que visitavam a região, informou a AFP nesta terça-feira.

Entre as descobertas está o maior templo de tijolos de barro achado no local e fortificado com um muro de 3 metros de altura, disse Zahi Hawass, chefe do conselho supremo de antiguidades do Egito.

O arqueologista Mohammed Abdel-Maqsoud disse que o templo pode ajudar os estudiosos a desvendar a história cultural e militar do povo que habitava a região. A descoberta foi feita em Qantara, a 4 km do canal de Suez.

Redação Terra
 
Enviar para amigos
Fechar por:
Enviar para amigos
Fechar por:

Imprimir

Fechar
Mais vistos

Notícias

  1. Carregando...
leia mais notícias »