Estudo: consumo moderado de café pode ser bom para saúde

20 de março de 2009 • 17h17 • atualizado às 17h17

Estudo realizado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) indica que o consumo moderado de café - equivalente a uma quantidade entre 300 e 400mg por dia - pode ser benéfico para a saúde. Segundo Wilza Arantes Ferreira Peres, professora adjunta do Instituto de Nutrição Josué de Castro, estudos epidemiológicos sugerem que café com moderação pode ajudar a prevenir diversas doenças crônicas, tais como a diabetes mellitus tipo 2, doenças do fígado e doença de Parkinson.

Alguns estudos epidemiológicos em mulheres grávidas demonstram que altas ingestões de café podem aumentar o risco de aborto espontâneo ou reduzir o crescimento fetal, advertiu a professora. Ela ainda afirmou que pessoas hipertensas e idosas são também mais vulneráveis aos efeitos adversos do café, já que o consumo pode aumentar a pressão sanguínea em indivíduos com pressão alta ou normal.

Wilza explicou que crianças que consomem altas doses de café podem apresentar alguns distúrbios como ansiedade, nervosismo e insônia.

O café pode ainda aumentar a eliminação de cálcio na urina, podendo levar à perda óssea em pessoas com baixa ingestão de cálcio, avaliou a professora. Ela ressaltou que indivíduos que fazem uso de certos medicamentos, como os antipsicóticos, devem prestar atenção ao consumo de café, pois a mistura também pode resultar em efeitos negativos.

Como consumir
O consumo do café não coado vem sendo associado ao aumento do colesterol sérico, por possuir substâncias capazes de aumentá-lo. Wilza aconselha que o café seja preparado com coador de papel, pois existem evidências de que são capazes de reter a maior parte dessas substâncias.

O Dia - © Copyright Editora O Dia S.A. - Para reprodução deste conteúdo, contate a Agência O Dia.
 
Enviar para amigos
Fechar por:
Enviar para amigos
Fechar por:

Imprimir

Fechar
Mais vistos

Notícias

  1. Carregando...
leia mais notícias »