Descoberto fóssil de mamífero com 8,5 mil anos

05 de janeiro de 2009 • 15h15 • atualizado às 15h42
Concepção artística mostra como era o gliptodonte, que habitou a Terra há 8,5 mil anos
Concepção artística mostra como era o gliptodonte, que habitou a Terra há 8,5 mil anos
05 de janeiro de 2009
Getty Images

Um grupo de trabalhadores descobriu no final de semana, em Sucre, no sul da Bolívia, o fóssil de um gliptodonte, mamífero que habitou a Terra há 8,5 mil anos, de acordo com informações divulgadas pelo paleontólogo Omar Medina. O fóssil encontrado é a carapaça de um gliptodonte, do período Pleistoceno e da mesma família dos tatus, tamanduás e ursos atuais.

» Maior conjunto de fósseis é descoberto
» Fóssil de dinossauro carnívoro gigante é descoberto
» Descobertas novas espécies de dinossauro no Saara
» Achadas pegadas mais antigas do mundo

De maneira casual, os operários escavavam um terreno para fundação quando encontraram o objeto, em uma construção privada no bairro Yuraj Yuraj, no caminho do aeroporto de Sucre.

A espécie alcançava um peso entre 50 kg e 2 t e podia medir cerca de 3 m de comprimento. "Descobriu-se a carapaça, que está um pouco danificada na parte superior, mas que pode ser reconstituída, e ainda resta desenterrar mais de 80% do fóssil", afirmou o paleontólogo.

Segundo Medina, várias descobertas semelhantes foram feitas nos últimos anos em Chuquisaca, região conhecida também por abrigar pegadas de dinossauros.

EFE - Agência EFE - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da Agência EFE S/A.
 
Enviar para amigos
Fechar por:
Enviar para amigos
Fechar por:

Imprimir

Fechar
Mais vistos

Notícias

  1. Carregando...
leia mais notícias »