Médicos removem pé de cérebro de bebê

19 de dezembro de 2008 • 09h13 • atualizado às 12h04

Neurocirurgiões americanos realizaram um procedimento para remover um pequeno pé - além de outras partes do corpo que estavam em formação - do cérebro de um menino de dois meses de idade. A cirurgia foi realizada no dia 3 de outubro e a criança está totalmente recuperada. As informações são do jornal Daily Telegraph.

» Única célula de câncer pode gerar tumor
» Exame de sangue pode detectar tumor
» Cientistas descobrem causa de tumor infantil

O neurocirurgião pediátrico responsável pela operação, Paul Grabb, afirmou nesta sexta-feira que os membros - um pé perfeitamente formado, uma mão, uma coxa e outro pé que ainda estavam em formação - foram descobertos após uma ressonância magnética que revelou um tumor no cérebro do menino. O exame foi realizado para verificar o que era a saliência na cabeça do pequeno Sam Esquibel, quando ele ainda era recém-nascido.

A cirurgia foi realizada no Memorial Hospital for Children, no Colorado, Estados Unidos.

Segundo o neurocirurgião, "encontrar uma estrutura formada perfeitamente (como esta) é extremamente incomum, na fronteira do inédito."

Grabb afirma também que não se sabe ao certo o que causou o crescimento dos membros, mas diz que pode ser um tipo de tumor cerebral congênito. No entanto, segundo ele, esses tumores são geralmente menos complexos do que uma mão ou de pé.

O crescimento também pode ter sido um caso de "fetus in fetu" - na qual um feto gêmeo começa a se formar dentro de outro -, mas esses casos ocorrem muito raramente no cérebro, disse Grabb.

Os pais de Sam, Tiffnie e Manuel Esquibel, disseram que seu filho passa bem e está em casa, mas que agora enfrentará análises mensais de sangue para verificar se há sinais de câncer ou outra anomalia. O bebê também realizará sessões de fisioterapia para melhorar a utilização do pescoço.

Redação Terra
 
Enviar para amigos
Fechar por:
Enviar para amigos
Fechar por:

Imprimir

Fechar
Mais vistos

Notícias

  1. Carregando...
leia mais notícias »