União Européia dobrará investimentos em robótica

10 de junho de 2008 • 18h47 • atualizado às 19h19

A União Européia (UE) pretende dinamizar o setor de robótica no continente destinando 400 milhões de euros para pesquisa até 2010. A Comissão Européia (CE) anunciou hoje sua intenção de reforçar os vínculos entre universidades e empresas para a produção de componentes vitais como engrenagens e motores, com o objetivo de concorrer com a produção asiática e evitar a dependência de outras regiões do mundo para o abastecimento destes elementos estratégicos.

» Medicina robótica ajuda a treinar médicos
» Robô-cirúrgico estréia no País

A UE está atualmente bem situada neste setor, sendo responsável por um terço da produção mundial, segundo um comunicado do executivo da Comunidade.

A taxa de crescimento deste mercado representará uma parte importante da economia mundial durante as duas próximas décadas. A Federação Internacional de Robótica (IFR, em inglês) prevê que os 4 bilhões de euros anuais movimentados hoje pelo mercado dos robôs industriais sejam elevados em 4,2% até 2010.

A Comissão Européia considera a robótica "um elemento essencial da competitividade", já que as indústrias de transformação não poderão se manter em regiões onde os salários são altos a não ser que recorra à automatização.

Seu papel também será fundamental para compensar a redução de trabalhadores ativos devido ao envelhecimento da população européia. Por todos estes motivos, "o setor europeu de automatização tem claramente a possibilidade, em particular em matéria de robótica, não só de manter sua primazia, mas de se desenvolver e progredir", de acordo com a comissária de Sociedade da Informação e Mídia, Viviane Reding.

EFE - Agência EFE - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da Agência EFE S/A.
 
Enviar para amigos
Fechar por:
Enviar para amigos
Fechar por:

Imprimir

Fechar
Mais vistos

Notícias

  1. Carregando...
leia mais notícias »