Falta de vitamina D é ligada a depressão em idosos

05 de maio de 2008 • 14h46 • atualizado às 17h12

A falta de vitamina D poderia aumentar o risco de depressão ou outros problemas psiquiátricos nos idosos, assinalaram cientistas holandeses em estudo publicado nesta segunda-feira nos Estados Unidos.

» Estudo: maconha combateria a depressão
» Pílula pode ser contra depressão
» Maior risco de depressão é aos 44 anos
» Vitaminas podem encurtar a vida

"As causas subjacentes da falta de vitamina D, como menor exposição ao sol ao reduzir as atividades ao ar livre, as mudanças de casa ou de hábitos como o de se vestir, o menor consumo de vitaminas podem originar depressões, mas a depressão pode ser também conseqüência de um baixo índice de vitamina D", destaca o estudo publicado nos Archives of General Psychiatry.

Os pesquisadores da Universidade Vrije, de Amsterdã estudaram 1.282 pessoas com entre 65 a 95 anos, das quais 169 sofriam uma leve depressão.

A taxa de vitamina D nas pessoas deprimidas era 14% menor que a observada nos demais anciãos, segundo o trabalho. Também foi registrado que a falta de vitamina D aumenta o nível do hormônio da paratiróide; sabe-se que a hiperatividade das glândulas paratireóides é habitualmente associada à depressão.

Esta descoberta poderia ser importante para o tratamento da depressão, pois o baixo nível de vitamina D no sangue e o alto nível de hormônio da paratireóide podem ser regulados com um regime de suplementos de cálcio ou uma maior exposição ao sol.

AFP - Todos os direitos de reprodução e representação reservados. Clique aqui para limitações e restrições ao uso.
 
Enviar para amigos
Fechar por:
Enviar para amigos
Fechar por:

Imprimir

Fechar
Mais vistos

Notícias

  1. Carregando...
leia mais notícias »