Descoberta lápide de japonês do século XVI

28 de fevereiro de 2004 • 09h54 • atualizado às 09h54

A lápide de um dos quatro cristãos japoneses que foram enviados como emissários à Espanha, Portugal e Itália em 1582, foi encontrada por um professor de escola em Nagasaqui. A informação foi divulgada hoje por fontes dessa prefeitura ao sul do Japão.

A lápide de Miguel Chijiwa, nome do converso japonês cujo nome original era Seizaemon Chijiwa, é a primeira que encontra do grupo de quatro mensageiros do senhor feudal Sumitada Omura que viajaram para Europa e tiveram audiência com o papa Gregorio XIII, segundo as fontes.

A descoberta, na localidade de Tarami, tem um alto valor para os estudiosos do cristianismo cuja prática no Japão nessa época foi perseguida pelo general e governante Toyotomi Hideyoshi.

Em seu regresso ao Japão em 1590, alguns dos enviados foram executados após haver-se tornado sacerdotes, enquanto que Miguel Chijiwa abandonou sua fé e depois de recuperar seu nome original se perdeu sem deixar rastro.

EFE - Agência EFE - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da Agência EFE S/A.
 
Enviar para amigos
Fechar por:
Enviar para amigos
Fechar por:

Imprimir

Fechar
Mais vistos

Notícias

  1. Carregando...
leia mais notícias »