Estudo: ciúme do parceiro eleva chance de infidelidade

28 de março de 2008 • 17h07 • atualizado às 17h07

Um estudo realizado pelo Instituto de Psicologia (IP) da Universidade de São Paulo (USP) apontou que quanto mais ciúme uma pessoa sentir do parceiro durante um relacionamento, maior será a chance deste se tornar infiel. Este fenômeno comportamental foi batizado de "profecia auto-realizadora".

» Romantismo tem efeito similar à droga

O estudo entrevistou 45 casais heterossexuais, de várias idades, juntos há pelo menos seis meses, que responderam aos questionamentos sobre ciúmes e infidelidade e, três meses depois, responderam novamente às mesmas perguntas. Assim, foi possível estabelecer a relação entre os casais, identificando se o ciúme e a infidelidade haviam aumentado em cada caso.

Segundo o psicólogo que liderou a pesquisa, Thiago de Almeida, especialista em relacionamentos amorosos, o conjunto de crenças ciumentas que se tem a respeito do outro, quando em nível elevado, pode incentivar o companheiro a se engajar em comportamentos relacionados à infidelidade. Para ele, se criam expectativas de traição comunicadas de forma sutil.

Os resultados apontaram também que não há diferença significativa de níveis de ciúmes entre homens e mulheres. Apesar disso, os homens têm tendência maior a trair. "Não quer dizer que traiam mais", explica. "Eles estão apenas mais predispostos a procurar outras relações. O ser humano não é naturalmente monogâmico, mas a cultura não incentivará esse comportamento e limitará a busca de novos parceiros", completou.

Redação Terra
 
Enviar para amigos
Fechar por:
Enviar para amigos
Fechar por:

Imprimir

Fechar
Mais vistos

Notícias

  1. Carregando...
leia mais notícias »