Arqueólogos descobrem estátua de rainha do Egito

23 de março de 2008 • 11h05 • atualizado às 14h39
Estátua, que representa a rainha Tiy, mulher do faraó Amenhotep III, tem 3,62 m  Foto: EFE
Estátua, que representa a rainha Tiy, mulher do faraó Amenhotep III, tem 3,62 m
23 de março de 2008
Foto: EFE

Arqueólogos egípcios e europeus anunciaram no sábado a descoberta de uma gigantesca estátua de uma antiga rainha faraônica no sítio de Colossi de Memnon, no sul do Egito. A estátua, que representa a rainha Tiy, mulher do faraó Amenhotep III, pertencente a 18ª dinastia, tem 3,62 m, segundo a agência AFP.

» Veja as descobertas arqueológicas

Também foram encontradas duas esfinges representando Tiy e Amenhotep III, além de dez estátuas de granito preto de Sekhmet, a deusa com cabeça de leão, que protegia os faraós.

O ministro da Cultura egípcio, Faruq Hosni, afirmou que espera que as estátuas possam ser colocadas para a apreciação pública no próximo ano. O projeto faz parte de um "museu ao ar livre" no Colossi de Memnon, onde ficariam também outras peças descobertas nos últimos anos.

No local ficava um templo dedicado a Amenhotep III, destruído por um terremoto e inundado posteriormente pelas enchentes do rio Nilo. Arqueólogos esperam reabilitar o local em cinco anos.

Redação Terra
 
Enviar para amigos
Fechar por:
Enviar para amigos
Fechar por:

Imprimir

Fechar
Mais vistos

Notícias

  1. Carregando...
leia mais notícias »