Reino Unido tem 1º caso de bactéria super-resistente

21 de março de 2008 • 22h33 • atualizado às 22h33

Médicos informaram hoje o primeiro diagnóstico no Reino Unido de um tipo de tuberculose que é mais resistente a antibióticos do que outras bactérias que causam a doença. Um homem de aproximadamente 30 anos está isolado em um hospital de Glasgow, na Escócia, e recebendo tratamento a base de um coquetel de antibióticos para controlar a bactéria de extrema resistência a drogas conhecida com XDR-TB. As informações são do jornal britânico Guardian.

Um porta-voz do hospital de Gartnavel confirmou o caso e disse que agentes de saúde estão a procura de pessoas que tenham tido contato com o homem infectado. A Organização Mundial de Saúde alertou sobre o perigo da XDR-TB porque a bactéria poderia se propagar facilmente em tempos de globalização.

Segundo o jornal, aproximadamente metade das pessoas infectadas pela bactéria super-resistente conseguem sobreviver. Para curar uma pessoa infectada com a bactéria, seriam necessários entre 12 e 18 meses e os custos do tratamento chegariam a 100 mil libras (cerca de R$ 340 mil).

O homem que está recebendo tratamento no Reino Unido é da Somália e foi diagnosticado com a doença em novembro do ano passado, ainda no aeroporto de Heathrow, em Londres. Um raio-x mostrou que ele possuía a bactéria, mas a doença ainda não havia se manifestado.

A Organização Mundial de Saúde estima que haja 9 milhões de casos de tuberculose no mundo, sendo 2% deles do tipo super-resistente a antibióticos.

Redação Terra
 
Enviar para amigos
Fechar por:
Enviar para amigos
Fechar por:

Imprimir

Fechar
Mais vistos

Notícias

  1. Carregando...
leia mais notícias »