Astrônomos descobrem "fronteira" na Via Láctea

16 de dezembro de 2003 • 11h20 • atualizado às 11h20

Astrônomos australianos descobriram na Via Láctea um outro braço cósmico que, segundo acreditam, envolve a galáxia formando uma espécie de fronteira de gás. Os astrônomos da Organização de Pesquisa Científica e Industrial da Comunidade Britânica (Csiro) esperam que a descoberta ajude a estabelecer uma imagem melhor da Via Láctea, onde se localiza a Terra.

Naomi McClure-Griffiths, cientista da Csiro, disse que a fronteira de gás, com 6.500 anos-luz de espessura, mostrava que a Via Láctea possuía uma estrutura similar à da maioria das galáxias, que apresentam braços gasosos envolvendo os braços espirais centrais. Os pesquisadores acreditam que a Via Láctea possui cerca de quatro braços formados de gás hidrogênio, poeira e estrelas. McClure-Griffiths disse que o novo braço está a cerca de 60 mil anos-luz do centro da Via Láctea.

Um ano-luz equivale à distância percorrida pela luz durante um ano, ou cerca de 10 trilhões de quilômetros. "Sabíamos que havia gás lá, mas não sabíamos da estrutura", disse McClure-Griffiths. "O novo braço está no extremo da galáxia e é a última coisa que se vê antes de a galáxia desaparecer."

McClure-Griffiths e uma pequena equipe de cientistas estudavam o gás hidrogênio na Via Láctea quando se depararam com o braço desconhecido. A descoberta foi apresentada para publicação na revista Astrophysical Journal of the American Astronomical Society.

Reuters - Reuters Limited - todos os direitos reservados. Clique aqui para limitações e restrições ao uso.
 
Enviar para amigos
Fechar por:
Enviar para amigos
Fechar por:

Imprimir

Fechar
Mais vistos

Notícias

  1. Carregando...
leia mais notícias »