Nova técnica promete evitar rejeição de transplantes

24 de janeiro de 2008 • 05h14 • atualizado às 07h25

Médicos americanos desenvolveram uma técnica que permitiria aos pacientes de transplante deixar de consumir remédios para impedir a rejeição do órgão recebido.

Em um relatório publicado pela revista New England Journal of Medicine, os cardiologistas do Hospital Geral de Massachusetts explicaram que o método consiste no enfraquecimento do sistema imunológico do paciente.

Uma vez atingido esse objetivo, o receptor do órgão recebe medula espinhal do doador.

Segundo os cientistas, o procedimento permitiu que quatro de cinco pacientes submetidos a um transplante renal conseguissem deixar os remédios contra a rejeição por um prazo de cinco anos posteriores à operação.

"É possível acreditar que estes pacientes estarão livres dos remédios (contra a rejeição) pelo resto de suas vidas", assinalou o cardiologista David Sachs no relatório sobre a pesquisa.

Desde que começaram os transplantes de órgãos há mais de meio século, a rejeição imunológica foi o principal problema das operações.

Na maioria dos casos os pacientes devem consumir durante toda a sua vida remédios para evitar a rejeição, o que aumenta o risco de outras doenças, entre elas câncer e problemas renais.

"Trata-se de um enorme avanço, mas ainda é necessário refinar o procedimento", manifestou Suzanne Ildstad, especialista em imunologia da Universidade de Louisville (Kentucky).

EFE - Agência EFE - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da Agência EFE S/A.
 
Enviar para amigos
Fechar por:
Enviar para amigos
Fechar por:

Imprimir

Fechar
Mais vistos

Notícias

  1. Carregando...
leia mais notícias »