Biólogos acham peixe que se esconde em árvores

18 de outubro de 2007 • 08h20 • atualizado às 11h02
A espécie muda suas funções biológicas para se adaptar fora da água Foto: Reprodução
A espécie muda suas funções biológicas para se adaptar fora da água
18 de outubro de 2007
Foto: Reprodução

Biólogos americanos descobriram que uma espécie de peixe pode permanecer meses - ou até mesmo um ano - fora da água, vivendo em galhos podres e troncos de pântanos, informou o jornal inglês Daily Mail. O killifish-de-mangue (Rivulus marmoratus) altera suas funções biológicas para conseguir respirar fora d'água.

» Encontrado peixe considerado fóssil vivo
» Pescador fisga peixe raro na África
» Leilão dá direito a batizar peixes

Os especialistas ficaram surpresos pelo fato dessa espécie conseguir ficar tanto tempo longe do seu habitat natural. Isso acontece quando a água das piscinas de lama dos mangues localizados no Estado americano da Flórida, na América Latina e no Caribe seca, fazendo com que eles busquem novos locais para se esconder.

Com cerca de 5 cm de comprimento, eles se alojam em troncos de árvores até que o nível da água volte ao normal. Enquanto isso, ficam alinhados e se alimentando de pequenos insetos. Para permanecer fora d'água, suas guelras são alteradas para reter água e nutrientes, enquanto nitrogênio é excretado pela pele.

Segundo os biólogos, essa descoberta, junto com a habilidade da espécie em procriar sem a ajuda de uma parceiro, talvez faça do killifish-de-mangue um dos peixes mais estranhos conhecidos pelo homem. "Eles realmente não têm um comportamento normalmente encontrado em peixes", disse o biólogo americano Scott Taylor.

Redação Terra
 
Enviar para amigos
Fechar por:
Enviar para amigos
Fechar por:

Imprimir

Fechar
Mais vistos

Notícias

  1. Carregando...
leia mais notícias »