Tempestade Erin ameaça EUA com chuvas

16 de agosto de 2007 • 14h20 • atualizado às 14h39

O primeiro furacão da temporada atlântica, o Dean, aumentou hoje a intensidade de seus ventos para 150 km/h, enquanto a tempestade tropical Erin ameaça com fortes chuvas o litoral do sul do estado americano do Texas. Os meteorologistas do Centro Nacional de Furacões (NHC), com sede em Miami, previram que a tempestade tropical Erin, que chegou hoje aos EUA pelo litoral do sul do Texas, acarretará "fortes chuvas" e pode produzir "tornados isolados".

Às 12h de hoje, o centro da tempestade estava perto da latitude 28,5 graus norte e da longitude 97,8 graus oeste, cerca de 85 km a nor-noroeste da cidade de Corpus Christi. A tempestade Erin se desloca em direção ao noroeste com cerca de 24 km/h e espera-se que mantenha esta trajetória rumo ao interior texano nas próximas 24 horas.

Os ventos máximos registrados de Erin eram de 55 km/h, com rajadas mais fortes e, segundo o NHC, "espera-se que a tempestade se dissipe em um dia ou dois". Enquanto isso, o furacão "Dean", transformado em um ciclone de categoria um, aumentou a velocidade de seus ventos à medida que se aproxima das Pequenas Antilhas.

Os meteorologistas do NHC previram ainda o aumento da intensidade dos ventos máximos de Dean nas próximas 24 horas. Se mantém em vigor um aviso de furacão (passagem do sistema em 24 horas) para as ilhas de Dominica e Santa Lúcia, nas Pequenas Antilhas e, por isso, os cidadãos destes países deveriam fazer todos os preparativos para proteger suas vidas e propriedades.

Também foi emitido um aviso de tempestade tropical para Barbados, San Vicente e Granadinas. Há vigilância de furacão (passagem do sistema em 36 horas) para a ilhas da Martinica e Guadalupe e o Governo da França informou que emitirá com toda probabilidade um aviso de furacão para estas ilhas nas próximas horas.

Os serviços meteorológicos das ilhas de Montserrat, Antígua, Barbuda, São Cristóvão e Névis emitiram um aviso de tempestade. O alerta permanece em vigor para as ilhas de São Vicente e São Martim.

O governo dos Países Baixos emitiu um aviso de tempestade para as ilhas de Saba e Santo Eustáquio, também nas Antilhas, e há um aviso de tempestade tropical para a ilha de São Martim. Além disso, Granada está sob o aviso de tempestade.

Em seu último boletim, o NHC informou que o centro do furacão estava localizado perto da latitude 13,7 graus norte e da longitude 54,3 graus oeste, cerca de 565 km ao leste de Barbados e a cerca de 730 quilômetros ao leste da Martinica.

O "Dean" se desloca rapidamente em direção ao oeste cerca de 37 km/h e espera-se que mantenha esta trajetória pelas próximas 24 horas, deslocamento que, de acordo com o NHC, situaria o "vórtice do furacão perto das Pequenas Antilhas no começo da manhã de sexta-feira".

Até agora, cinco tempestades tropicais se formaram, Andrea, Barry, Chantal, Erin e Dean, que se transfou em furacão. O professor William Gray, de Ciências Atmosféricas da Universidade do Colorado (EUA), disse na previsão atualizada de agosto que seriam formadas 15 tempestades e oito ciclones, dos quais quatro podem ser intensos.

A Administração Nacional Oceânica e Atmosférica (NOAA, em inglês) prevê a formação de entre sete e nove furacões, dos quais entre três e cinco podem se tornar ciclones de grande intensidade (categoria 3, 4 ou 5, as maiores na escala de intensidade Saffir-Simpson). A temporada de furacões na bacia atlântica começou em 1º de junho e termina em 30 de novembro.

EFE - Agência EFE - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da Agência EFE S/A.
 
Enviar para amigos
Fechar por:
Enviar para amigos
Fechar por:

Imprimir

Fechar
Mais vistos

Notícias

  1. Carregando...
leia mais notícias »