Marco Pólo teria descoberto América antes de Colombo

07 de agosto de 2007 • 15h47 • atualizado às 16h50

A costa ocidental da América teria sido descoberta por Marco Pólo 200 anos antes de Cristóvão Colombo, de acordo com um mapa da Biblioteca do Congresso em Washington, examinado pelo FBI desde 1943, e cuja história foi divulgada pela revista francesa VSD nesta quarta-feira.

Este documento, trazido à biblioteca em 1933 por Marcian Rossi, um cidadão naturalizado americano originário da Itália, "representa uma embarcação ao lado de um mapa que mostra uma parte da Índia, da China, do Japão, as Índias orientais e a América do Norte", indica o relatório do bibliotecário da época.

Denominado "Map-with-ship" (Mapa com um navio), este documento contém "um brasão desenhado sob o navio, com uma interseção de letras que forma um nome: Marco Pólo. O estreito que separa a Sibéria e o Alasca é o principal assunto do mapa", afirma o autor do artigo da VSD, o jornalista e diretor de documentários Thierry Secretan.

Secretan conta também que um exame com raios ultravioletas realizado em 1943 pelo FBI, a polícia federal norte-americana, "permitiu descobrir que existem três tipos diferentes de tinta sobre o mapa, o que comprova que ele foi modernizado com o tempo".

O artigo aponta diversas hipóteses, incluindo a possibilidade de "Marco Pólo, que retornou a Veneza em 1295, ter levado para a Europa as primeiras informações sobre a existência da América do Norte, diferentes das adquiridas pelos exploradores nórdicos".

"Se este mapa pertenceu realmente a Marco Pólo, ele chegou à América dois séculos antes de Colombo e desenhou o estreito que separa a Ásia da América quatro séculos antes que este (continente) aparecesse nos mapas europeus".

Marco Pólo, que nunca escreveu sobre o descobrimento de terras na área do Alasca em seus relatos de viagem, afirmou a seus amigos em seu leito de morte: "Não escrevi metade do que vi", relembra Secretan.

AFP - Todos os direitos de reprodução e representação reservados. Clique aqui para limitações e restrições ao uso.
 
Enviar para amigos
Fechar por:
Enviar para amigos
Fechar por:

Imprimir

Fechar
Mais vistos

Notícias

  1. Carregando...
leia mais notícias »