Descoberta cidade romana de quase 2 mil anos

27 de abril de 2007 • 18h42 • atualizado às 18h56
Pesquisadores encontraram um complexo de termas construído por volta do ano 74 d.C Foto: EFE
Pesquisadores encontraram um complexo de termas construído por volta do ano 74 d.C
27 de abril de 2007
Foto: EFE

Um grupo de arqueólogos descobriu os restos milenares da cidade romana de Allon, origem urbana da localidade de Villajoyosa, em Alicante, na Espanha. O chefe da Área de Arqueologia, Antonio Espinosa, disse que esse é um feito cientifíco e histórico "extraordinário".

Os pesquisadores encontraram um complexo de termas em estado de conservação "alucinante", que inclui construções utilizadas como piscinas de água fria e quente, canalizações dos sistemas de calefação e até áreas onde viviam os escravos, cujos trabalhos permitiam o funcionamento dessas termas.

Segundo Espinosa, as termas foram construídas para comemorar a promoção da cidade à categoria de município no ano 74 d.C. Para o pesquisador, "estamos diante do monumento urbano romano melhor conservado e de maior porte da província de Alicante".

"Estamos diante do achado arqueológico romano mais importante da Espanha da última década", afirmou Espinosa. A descoberta permite "completar" o terceiro livro da cartografia do grego Estrabon, que citava quatro locais na categoria de município onde hoje fica a província de Alicante: Ilici (Elche), Lucentum (Alicante), Dianium (Denia) e Allon.

"Sabíamos que ela existia, só faltava localizá-la", disse o arqueólogo, que afirma que os primeiros estudos relacionados à busca de Allon datam do século XVI.

EFE - Agência EFE - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da Agência EFE S/A.
 
Enviar para amigos
Fechar por:
Enviar para amigos
Fechar por:

Imprimir

Fechar
Mais vistos

Notícias

  1. Carregando...
leia mais notícias »