Injeção de sangue como terapia preocupa médicos

17 de abril de 2007 • 07h26 • atualizado em 19 de abril de 2007 às 19h14

Um tratamento ilegal, conhecido como "auto-hemoterapia" (AH) estaria sendo difundido pela Internet e já teria virado febre no País, de acordo com o jornal Folha de S.Paulo. A terapia consiste em retirar uma quantidade de sangue da veia e injetar no músculo da mesma pessoa e a promessa é de cura ou alívio dos sintomas de doenças que vão de rinites e dermatites ao câncer e a aids.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), na última sexta-feira, publicou uma nota técnica alertando que a prática poderá causar reações adversas, imediatas ou tardias, de gravidade imprevisível. Segundo o jorna, a auto-hemoterapia tem sido praticada em farmácias ou por profissionais que vão até a casa da pessoa aplicar a injeção.

O Conselho Federal de Medicina (CFM) divulgou um alerta condenando o procedimento. Porém, o médico Luiz Moura, 83 anos, teria produzido um vídeo em que explica como fazer o tratamento. O conselho de medicina do Rio de Janeiro (Cremerj) informa que não pode dizer se Moura está sendo investigado.

Redação Terra
 
Enviar para amigos
Fechar por:
Enviar para amigos
Fechar por:

Imprimir

Fechar
Mais vistos

Notícias

  1. Carregando...
leia mais notícias »