Cientistas acham "cinto de castidade" em aranhas

06 de março de 2007 • 20h00 • atualizado às 20h00

Um novo estudo feito por cientistas alemães sobre técnicas de copulação das aranhas mostrou que os machos deixam parte de seu órgão sexual dentro das fêmeas para que ele funcione como uma espécie de cinto de castidade. Segundo os pesquisadores, isso serve para impedir que outros machos copulem com a mesma fêmea.

"Fazendo isso, os machos pode reduzir a competição e aumentar suas chances de paternidade", disseram pesquisadores da Universidade Bonn, na revista Behavioral Ecology.

Depois de entrar na teia da fêmea, o macho tem apenas alguns segundos para conseguir copular antes de ser morto por ela. De acordo com a pesquisa, após copular, em mais de 80% dos casos, a ponta do órgão genital do macho se quebra e fica dentro da fêmea.

Os cientistas afirmaram que isso pode ser o resultado de uma tentativa de fuga apressada, mas que a ação acaba deixando para trás uma espécie de cinto de castidade que mantém outros machos afastados.

Reuters - Reuters Limited - todos os direitos reservados. Clique aqui para limitações e restrições ao uso.
 
Enviar para amigos
Fechar por:
Enviar para amigos
Fechar por:

Imprimir

Fechar
Mais vistos

Notícias

  1. Carregando...
leia mais notícias »