EUA aprovam 1º remédio para emagrecer sem receita

08 de junho de 2007 • 20h18 • atualizado às 20h32

O governo dos Estados Unidos aprovou o primeiro remédio para emagrecimento que não precisa de receita e que, se for combinado com um regime, pode ajudar uma pessoa a perder até 50% mais peso que o que perderia apenas fazendo regime, informou nesta sexta-feira a empresa GlaxoSmithKline.

O remédio Alli, que começará a ser vendido no dia 15 de junho, é indicado para adultos com sobrepeso que sigam uma dieta pobre em gorduras e calorias. "Não é uma pílula mágica", disse em entrevista a nutricionista porto-riquenha Sylvia Meléndez-Klinger, para quem o novo remédio é um "empurrãozinho" que pode facilitar a perda de peso e ajudar a prevenir problemas de saúde derivados da obesidade, como diabetes, colesterol e hipertensão.

Segundo a especialista, existe uma "pressão para auxiliar o público a perder peso" e, ao contrário de outros remédios para emagrecer que podem ser comprados sem receita no mercado, os estudos da FDA (agência americana que regulamenta alimentos e remédios) demonstram a "eficácia e segurança" do Alli.

Ela acrescentou que a aprovação da venda desta pílula sem prescrição médica se deve ao fato de ela só funcionar no intestino e não ter efeitos no coração ou no sistema nervoso, como as que precisam de receita. A GlaxoSmithKline recomendou, em comunicado divulgado à imprensa, que a cápsula deve ser tomada três vezes por dia, junto com as refeições, para bloquear cerca de 25% da gordura ingerida junto com os alimentos.

O laboratório afirma que, com as pílulas, combinadas a um estilo de vida saudável, o consumidor pode chegar a perder 50% mais do que perderia apenas fazendo dieta. O novo remédio para emagrecer virá acompanhado de um guia de alimentação saudável, um diário, um contador de gorduras e calorias, cartões de informações para consultas rápidas e acesso gratuito a um plano de ação individual na Internet.

EFE - Agência EFE - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da Agência EFE S/A.
 
Enviar para amigos
Fechar por:
Enviar para amigos
Fechar por:

Imprimir

Fechar
Mais vistos

Notícias

  1. Carregando...
leia mais notícias »