0

Greenpeace protesta na chegada de Sarkozy a Manaus

26 nov 2009
18h24
atualizado às 19h36

A organização ambientalista Greenpeace protestou nesta quinta contra a mudança climática na chegada do presidente francês, Nicolas Sarkozy, a Manaus para a reunião dos países da Amazônia. Membros da ONG ergueram cartazes no momento em que Sarkozy saía de um carro em frente à porta do hotel no qual se reunirá com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e delegações dos países amazônicos.

"Sarkozy, faça história e salve o clima", dizia, em francês, o cartaz exibido pelos manifestantes, que foram dispersados pelas forças de segurança.

O objetivo da reunião em Manaus, promovida pelo Brasil, é alcançar um consenso na região para a Conferência da ONU sobre a Mudança Climática, que será realizada em Copenhague entre os dias 7 e 18 de dezembro.

Horas antes do começo da reunião, o Greenpeace fez outro protesto em Manaus, no qual exibiu um cartaz similar, mas dirigido a Sarkozy, Lula e ao presidente americano, Barack Obama. Os ecologistas desfraldaram o cartaz na fachada do Teatro Amazonas.

Apesar do caráter regional da reunião, a maioria dos presidentes dos países da Amazônia não comparecerá ao encontro em Manaus, que terá Lula e Sarkozy como protagonistas. Segundo Greenpeace, 20% das emissões de gases causadores do efeito estufa tem origem no desmatamento das florestas tropicais.

EFE   

compartilhe

publicidade
publicidade