3 eventos ao vivo

Furacão e tempestade tropical deixam 9 mortos e mais de 6.000 desabrigados no México

15 set 2013
16h22

Pelo menos nove pessoas morreram e outras seis mil tiveram de retiradas de suas casas na passagem do furacão Ingrid e da tempestade tropical Manuel pelo México, informaram as autoridades locais neste domingo, acrescentando que ambos os fenômenos castigavam o território na costa leste e oeste.

O Serviço Meteorológico Nacional (SMN) já havia advertido no sábado para um "forte e prolongado temporal na maior parte do país" devido ao efeito combinado da tempestade tropical Manuel na costa do Pacífico e do furacão Ingrid, na região do Golfo do México. Ainda no sábado, Ingrid havia alcançado categoria um como furacão.

Neste domingo, Ingrid se situava 240 km ao leste da cidade de Tampico, no estado de Tamaulipas, deslocando-se a 11 km/h, com ventos máximos de 150 km/h. A expectativa é que atinja o solo mexicano nas próximas 12 horas com maior intensidade em seus ventos, disse à AFP a meteorologista do SMN, Pamela García.

No sul e no oeste do país, autoridades dos estados de Guerrero, Michoacán e Colima se mantêm em alerta pela proximidade da tempestade tropical Manuel. Neste domingo pela manhã, o centro da tormenta estava a apenas 6 km do litoral, disse Pamela García, que prevê fortes chuvas durante um intervalo de 48 horas a 72 horas.

Manuel avançava para Punta San Telmo, em Michoacán, a uma velocidade de 14 km/h, na direção noroeste.

As tempestades causaram a morte de seis turistas mexicanos que viajavam no sábado para Acapulco. O motorista da caminhonete em que viajavam perdeu o controle do veículo, devido à falta de visibilidade e à pista molhada, declarou à AFP o subsecretário estadual de Defesa Civil, Constantino Gonzáles Vargas.

Segundo Vargas, outras três pessoas morreram em deslizamentos de terra nos municípios de Acapulco, Atlamajalcingo e Malinaltepec.

Além disso, dois homens, de 75 e de 30 anos, desapareceram em uma embarcação no sábado, acrescentou a secretaria da Marinha mexicana.

A meteorologista do SMN recomendou à população que evite viajar pelas zonas montanhosas, onde costumam ocorrer deslizamentos, assim como as praias, por causa das ondas altas e dos ventos de até 100 km/h.

No município de Iguala, cerca de 250 desabrigados conseguiram proteção temporária, acrescentou o subsecretário de Defesa Civil de Guerrero.

Diante da chegada do furacão Ingrid à costa de Tamaulipas, o governo desse estado emitiu uma declaração de alerta e deu início a uma operação para a retirada dos moradores das zonas baixas, suscetíveis a inundações. Abrigos foram instalados em Tampico.

No estado de Veracruz, as chuvas provocadas pelo Ingrid levaram à evacuação de mais de seis mil pessoas, devido ao transbordamento dos rios Tecolutla e Pánuco - de acordo com o governador Javier Duarte.

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 

compartilhe

publicidade