0

Última viagem espacial tem só 4 astronautas para facilitar resgate

7 jul 2011
12h14

Apesar de o número habitual de tripulantes em uma nave espacial ser entre seis e sete astronautas, o ônibus espacial Atlantis contará, em sua última missão, com apenas quatro pessoas a bordo. O motivo da redução é facilitar o resgate dos homens em caso de emergência, já que os Estados Unidos não contariam com outra nave para resgatá-los e precisaria recorrer à Rússia, informou o The New York Times nesta quinta-feira.

A segunda imagem do VST é do conglomerado de estrelas Ômega Centauro, o maior conglomerado globular no céu. A capacidade do VST, que consegue registrar imagens de 268 megapixels, mostra 300 mil estrelas em uma única fotografia
A segunda imagem do VST é do conglomerado de estrelas Ômega Centauro, o maior conglomerado globular no céu. A capacidade do VST, que consegue registrar imagens de 268 megapixels, mostra 300 mil estrelas em uma única fotografia
Foto: ESO / Divulgação

»Veja a história dos ônibus espaciais em números

A nave russa Soyuz, que seria ativada para um resgate, comporta uma tripulação de apenas três pessoas, e precisaria, portanto, realizar um maior número de viagens para resgatar sete ao invés de quatro astronautas. O capitão da Atlantis, Christopher J. Ferguson, disse em uma conferência de imprensa que a probabilidade de algo sair errado na missão é muito pequena, e que a Nasa tem um excelente plano para trazer todos os tripulantes de volta à casa.

O ônibus espacial Atlantis tem lançamento agendado para esta sexta-feira às 12h26, no horário de Brasília. A previsão do tempo, entretanto, não é favorável e até 26 horas antes do lançamento, as chances de decolagem são apenas de 30%. Se não decolar na sexta-feira, a Atlantis terá até domingo para começar sua missão ou será marcada uma nova data em agosto. A Nasa informou que espera um público de 1 milhão de pessoas no dia do lançamento e todos os hotéis da região já estão lotados.

Fonte: Terra
publicidade