1 evento ao vivo

Nebulosa Pata de Gato é considerada maternidade de estrelas

Imagem de telescópio mostra jovens estrelas na Nebulosa Pata de Gato

21 abr 2010
10h13
atualizado às 10h45

A Nebulosa Pata de Gato, NGC 6334, é uma enorme maternidade estelar, local de nascimento de centenas de estrelas de grande massa. Em nova imagem divulgada pelo Observatório Europeu do Sul, ESO, obtida pelo telescópio de rastreio VISTA (Visible and Infrared Survey Telescope for Astronomy) situado no Observatório do Paranal, no Chile, a radiação infravermelha penetra no gás brilhante e nas nuvens de poeira que encobrem a imagem fazendo com que algumas das estrelas jovens escondidas possam ser observadas.

Imagem obtida pelo telescópio infravermelho da Nebulosa Pata de Gato. A poeira que encobre muitas estrelas torna-se quase transparente, revelando uma série de novas estrelas
Imagem obtida pelo telescópio infravermelho da Nebulosa Pata de Gato. A poeira que encobre muitas estrelas torna-se quase transparente, revelando uma série de novas estrelas
Foto: ESO / Divulgação

Localizada na direção do centro da Via Láctea, a 5.500 anos-luz da Terra, na constelação do Escorpião, a Nebulosa Pata de Gato estende-se ao longo de 50 anos-luz. Em radiação visível, o gás e poeira são iluminados por estrelas quentes jovens, criando estranhas formas avermelhadas que dão ao objeto o seu nome. Uma imagem recente do WFI do ESO (Wide Field Imager), em operação no Observatório de La Silla capturou esta luz visível em grande detalhe. NGC 6334 é uma das maternidades de estrelas de grande massa mais ativas da nossa galáxia.

O VISTA, a mais recente adição ao Observatório do Paranal, no deserto chileno do Atacama, é o maior telescópio de rastreio do mundo. Trabalha nos comprimentos de ondas infravermelhas, o que o torna capaz de observar através de muita poeira. Deste modo podemos observar objetos até então invisíveis. A radiação visível tende a ser absorvida pela poeira interestelar, mas esta poeira é praticamente transparente à radiação infravermelha.

Fonte: Redação Terra

compartilhe

publicidade
publicidade