0

Hubble captura estrela morrendo e com núcleo exposto

13 jul 2010
18h20
atualizado às 18h25
  • separator
  • comentários

As agências espaciais europeia (ESA, na sigla em inglês) e americana (Nasa) divulgaram uma imagem registrada pelo telescópio espacial Hubble de uma estrela em uma das fases finais de sua vida. O astro, similar ao Sol, fica na constelação de Cisne a cerca de 15 mil anos luz da Terra.

A imagem combina observações de luz vermelha e azul
A imagem combina observações de luz vermelha e azul
Foto: Divulgação

As agências afirmam que estrelas similares à nossa se tornam vermelhas gigantes e, quando esta fase acaba, elas começam a perder matéria para o espaço. Os arredores do astro ficam ricos em poeira e gás e a estrela se mantém relativamente fria (se comparada a outras).

A estrela ilumina essa nuvem de gás e poeira e emite grande quantidade de radiação infravermelha, foi dessa forma que ela foi observada pela primeira vez, em 1983. As agências explicam que como o astro continua a perder material, o núcleo quente fica exposto. A nuvem continua sendo afetada pela radiação e brilha, o que leva à formação de uma nebulosa planetária - o nome não tem nada a ver com a formação de planetas, elas são assim chamadas por parecerem com nossos "vizinhos" Urano e Netuno.

Redação Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade