7 eventos ao vivo

Discovery sobrevoa Washington antes de aterrissagem final

17 abr 2012
12h15

A Discovery sobrevoou nesta terça-feira por 40 minutos a capital dos Estados Unidos, Washington, em sua última viagem antes da espaçonave aterrissar no aeroporto internacional Dulles, nos arredores da cidade, e ser levada para fazer parte do Museu Nacional do Ar e do Espaço.

A Discovery passou pelos principais monumentos e edifícios de Washington acoplado sobre um Boeing 747 modificado pela Nasa. Muitas pessoas foram até terraços e saíram nas ruas para ver a espaçonave que bateu o recorde de viagens ao espaço.

Num céu de nuvens claras e num dia de fortes ventos, a Discovery aterrisou no aeroporto internacional sob aplausos do público. O veículo foi recebido pelo diretor do museu Nacional do Ar e do Espaço, John R. "Jack" Dailey; o secretário da Instituição Smithsonian, a qual pertence o museu, Wayne Clough; e representantes da Nasa.

A espaçonave partiu nesta manhã do Cabo Canaveral, na Flórida, rumo a Washington. Os seis tripulantes da última missão da Discovery participaram da emocionante cerimônia de despedida.

A Discovery foi lançada pela primeira vez em 1984 e na sua lista de façanhas está o fato de ter sido a primeira espaçonave pilotada por uma mulher, Eileen Collins. Além disso, foi o primeiro veículo espacial americano a levar a bordo um astronauta russo e se acoplar a estação russa Mir.

Na missão STS-31, em 1990, transportou o Telescópio Espacial Hubble, cujos instrumentos e câmeras de alta tecnologia permitiram estudar o universo como nunca antes.

Em 1998, alcançou outro recorde ao levar de novo ao espaço John Glenn, o primeiro americano que entrou em órbita da Terra, em 1962, e que se tornou o astronauta mais velho a realizar uma viagem espacial, aos 77 anos.

A Discovery será exibida nos hangares do Museu do Ar e do Espaço no aeroporto internacional de Dulles e substituirá o Enterprise, protótipo que nunca foi para o espaço mas que serviu de base para realização de provas.

A partir de agora, as espaçonaves que farão viagens para a Estação Espacial Internacional serão fabricadas pela Boeing.

EFE   
publicidade