Espaço

publicidade
16 de julho de 2010 • 11h30 • atualizado às 12h52

China: após 1 semana, ovni que fechou aeroporto é um mistério

O aeroporto Xiaoshan chegou a ser fechado e vários voos foram desviados
Foto: Reprodução
 

Mais de uma semana se passou desde que um objeto voador não identificado (ovni) cruzou os céus de Hangzhou, capital da província chinesa de Zhejiang, na China, assustou moradores e fechou o aeroporto e as autoridades do país ainda não explicaram o que era o estranho objeto. Segundo a ABC News, um representante da Administração da Aviação Civil da China, que não foi identificado pela reportagem, disse que o caso está sendo investigado, mas não deu maiores detalhes.

O China Daily afirmou na ocasião que o governo sabia o que era o objeto, mas não poderia divulgar sua origem por haver uma "conexão militar". Contudo, segundo a agência Xinhua, Wang Jian, chefe do controle de tráfego na região, disse que não havia nenhuma conclusão sobre o caso.

O aeroporto local foi fechado por cerca de duas horas no dia 7 e os voos transferidos por causa da passagem do ovni. "Nós recebemos ordens para fechar o aeroporto até que o céu estivesse livre", diz um oficial do aeroporto não identificado pela agência chinesa.

Segundo o britânico Daily Mail, especialistas afirmam que a luz vista em Hangzhou foi causada por destroços de um míssil americano. De acordo com a reportagem, testemunhas ficaram assustadas e reportaram terem visto uma bola de fogo no céu parecida com um cometa. Muitos moradores tiraram fotos do ovni. Segundo a imprensa local, um comunicado das autoridades chinesas era esperado para o dia 9, mas nada foi reportado.

Redação Terra