5 eventos ao vivo

Após fechamento de aeroporto, novo ovni é visto na China

19 jul 2010
16h35

Após um objeto voador não identificado (ovni) fechar um aeroporto e causar o desvio de alguns voos no último dia 9, outro objeto voador foi visto na China na última quinta-feira. Segundo a CNN , o jornal The Shangai Daily afirma que o caso ocorreu em Chongqing e testemunhas disseram ter visto "objetos parecidos com lanternas que formavam um diamante" e que pairou sobre um parque durante cerca de uma hora.

Especialistas dizem que ovni que fechou aeroporto era destroços de míssil americano
Especialistas dizem que ovni que fechou aeroporto era destroços de míssil americano
Foto: Reprodução

"Após pairar por uma hora, a coisa começou a voar alto e finalmente saiu da vista", disse uma testemunha ao jornal chinês. Segundo a CNN , relatos de ovnis são comuns ao redor do planeta, mas um pouco raros na China.

O ovni de Hangzhou
No último dia 9, um objeto voador não identificado (ovni) cruzou os céus de Hangzhou, capital da província chinesa de Zhejiang, na China, assustou moradores e fechou o aeroporto e as autoridades do país ainda não explicaram o que era o estranho objeto. Segundo a ABC News , um representante da Administração da Aviação Civil da China, que não foi identificado pela reportagem, disse que o caso está sendo investigado, mas não deu maiores detalhes.

O China Daily afirmou na ocasião que o governo sabia o que era o objeto, mas não poderia divulgar sua origem por haver uma "conexão militar". Contudo, segundo a agência Xinhua , Wang Jian, chefe do controle de tráfego na região, disse que não havia nenhuma conclusão sobre o caso.

Segundo o britânico Daily Mail, especialistas afirmam que a luz vista em Hangzhou foi causada por destroços de um míssil americano. De acordo com a reportagem, testemunhas ficaram assustadas e reportaram terem visto uma bola de fogo no céu parecida com um cometa. Muitos moradores tiraram fotos do ovni. Segundo a imprensa local, um comunicado das autoridades chinesas era esperado para o dia 9, mas nada foi reportado.

Fonte: Redação Terra

compartilhe

publicidade
publicidade