0

Encontrados no México restos de mamute de até 15 mil anos de idade

19 mai 2012
00h47
atualizado às 02h01

Restos ósseos de um mamute de entre 10 mil e 15 mil anos de idade em bom estado de conservação foram encontrados no Estado mexicano de Querétaro, informou nesta sexta-feira o Instituto Nacional de Antropologia e História (INAH).

O INAH indicou em comunicado que os restos, entre os quais se destacam duas presas, um fragmento de crânio e outros dois elementos ainda não identificados, foram achados no município de Huimilpan.

Após um alerta das autoridades municipais, especialistas do INAH se dirigiram ao local para verificar a descoberta, fazer uma avaliação do estado de conservação dos fósseis e proceder a sua recuperação.

Posteriormente, os vestígios serão transferidos ao Centro INAH-Querétaro, onde primeiro deverão perder a umidade acumulada e depois será aplicado um tratamento para recuperar sua firmeza. Uma vez estabilizados, se procederá a sua restauração.

Os especialistas a cargo dos trabalhos de escavação e resgate indicaram que os vestígios estão em bom estado de conservação. No caso das presas, comentaram que têm uma longitude aproximada de 1,8 m.

Sobre a antiguidade dos restos, o antropólogo físico Israel Lara Barajas assinalou que este tipo de fauna habitou a região entre 10 mil e 15 mil anos atrás.

EFE   

compartilhe

publicidade
publicidade