0

Descobertos fósseis de antepassado do Tiranossauro Rex

22 abr 2009
12h43
atualizado às 15h22

Uma equipe de paleontólogos encontrou no norte da China fósseis de um antepassado do Tiranossauro Rex (Tyrannosaurus rex) que poderia ser o elo perdido entre o grande dinossauro e os exemplares menores que se encontram no início de sua cadeia evolutiva. Os pesquisadores, tanto chineses como americanos, publicaram a descoberta na revista Proceedings B, da Royal Society.

antepassado tiranossauro rex china (infográfico)
antepassado tiranossauro rex china (infográfico)
Foto: EFE

No artigo, eles batizam o exemplar até agora desconhecido de Xiongguanlong baimoensis. Além disso, dizem que o animal viveu a partir da metade do período Cretácico, há aproximadamente 105 milhões de anos. Os fósseis achados apresentam características que mais tarde apareceram mais desenvolvidas no Tiranossauro Rex.

O conhecimento que os paleontólogos têm desta espécie de dinossauro se baseia em dois grupos diferentes de fósseis que datam do período Cretácico (entre 145 e 65 milhões de anos atrás). Um desses grupos data do princípio do período e o outro viveu dezenas de milhões de anos depois. Devido à lacuna que havia entre uma época e outra, os pesquisadores não conseguiam relacionar ambos os fósseis.

"Tínhamos uma lacuna de entre 40 e 50 milhões de anos na qual tínhamos muito poucas referências fósseis", declarou Peter Makovicky, comissário do Field Museum de Chicago (EUA), que participou da pesquisa conjunta. Makovicky destacou que o Xiongguanlong baimoensis é "um bom vínculo" entre os dois grupos de fósseis e permite "completar essa parte dos registros de fósseis" correspondentes ao Cretácico.

O "X-baimoensis", afirmam os paleontólogos em pesquisa, estabelece "um vínculo filogenético, morfológico e temporal" entre os dois grupos conhecidos de Tiranossauros. Os restos dos animais achados na China apresentam semelhanças com os T-Rex, como um crânio quadrado, uma têmpora reforçada para sustentar os grandes músculos da mandíbula, dentes incisivos fortes e uma coluna vertebral sólida capaz de sustentar uma cabeça de grandes dimensões.

Porém, apresenta um focinho alongado e fino, que difere da parte frontal da cabeça de seu parente mais volumoso.

EFE   
publicidade