0

Com 160 andares, maior arranha-céu do mundo será sustentável

2 mar 2010
17h16
atualizado às 18h57

Uma torre de 975 metros de altura projetada para ocupar a ilha de Watson, em Miami, poderá destronar o aranha-céu de Dubai, Burj Khalifa, como o maior do mundo. Projetado pela Kobi Karp, o Miapolis será construído utilizando princípios da arquitetura sustentável e poderá se tornar a maior construção a receber um certificado LEED.

O Miapolis será construído utilizando princípios da arquitetura sustentável
O Miapolis será construído utilizando princípios da arquitetura sustentável
Foto: EcoDesenvolvimento

Os 160 andares do mega empreendimento serão ocupados por mil apartamentos residenciais, 792 quartos de hotel, 65 mil metros quadrados de lojas, 33 mil metros quadrados de salas comerciais, além de uma série de itens de lazer, como restaurantes, observatórios, parques e um anfiteatro.

A preocupação ambiental ficará por conta de tecnologias como telhados verdes, dessalinização da água do mar, uso de 60% de energia eólica, sistema de gerenciamento das emissões de gases do efeito estufa, captação da chuva e reutilização de água cinza, gestão dos resíduos sólidos, uso de carrinhos elétricos e sequestro de carbono.

E como sustentabilidade não se constrói pensando apenas na parte ambiental, os responsáveis pelo projeto garantem que os benefícios sociais gerados pela construção também merecem destaque - especialmente quando se trata de uma economia abalada pela crise financeira, como a de Miami.

"Miapolis é um motor econômico, é uma solução sensata e racional para a economia local. O projeto irá gerar 942 milhões dólares por ano em receitas fiscais, 46 mil empregos durante a construção e 35 mil postos de trabalho permanentes¿, afirmam.

A obra, que pretender ser "uma cidade dentro da outra", está à procura de investidores.

Fonte: EcoDesenvolvimento
publicidade