Fale conosco
Mande suas críticas e sugestões. Participe!

 Boletim
Receba as últimas notícias em seu email
Brasil no Espaço
Quarta, 29 de março de 2006, 11h53  Atualizada às 12h20
Do cosmonauta ao taikonauta, dezenas de nacionalidades no espaço
 
 Últimas de Brasil no Espaço
» Oposição síria pede que estrangeiros aprovem área de exclusão aérea
» Rumsfeld não está disposto a questionar invasão ao Iraque
» Blair: Ocidente deve estar preparado para ação contra Irã
» Astronauta brasileiro mostra a vida no espaço
Busca

Saiba mais na Internet sobre:

Busque outras notícias no Terra:
O Brasil enviará nesta quinta-feira o seu primeiro homem ao espaço a bordo de uma nave russa Soyouz, passando assim a fazer parte dos países que estão representados por astronautas em vôos soviéticos, russos ou americanos.

» Terra transmite partida de brasileiro ao espaço

Desde 12 de abril de 1961, data do primeiro vôo espacial do soviético Yuri Gagarin, até o final dos anos 70, a corrida espacial era destinada exclusivamente a astronautas americanos e cosmonautas soviéticos, com a guerra fria como pano de fundo. Em março de 1978, o cosmonauta tcheco Vladimir Remek realizou uma viagem de uma semana a bordo da uma nave soviética Soyouz.

Cinco anos depois, os Estados Unidos, em um primeiro momento reticente a aceitar estrangeiros a bordo, inaugurou uma nova era em sua aventura espacial ao convidar o físico da Alemanha Ocidental Ulf Marbold para um vôo da Nasa em novembro de 1983. Até agora, os soviéticos conduziram para o espaço 11 representantes de outros países, principalmente do bloco do Leste - entre eles o polonês Miroslav Hermanszewski (junho de 1978), o alemão oriental Sigmund Jahn (agosto de 1978), o cubano Arnaldo Tamayo Méndez (setembro de 1980) ou o mongol Jougdermindun Gourragtcha (março de 1981).

Os outros foram da Hungria, Bulgária, Vietnã, Romênia, Índia e França. A lista de nacionalidades a bordo das naves americanas também é ampla: suas missões levaram para o espaço dezenas de nacionalidades, entre eles o saudita Sultan Salman al-Saud (junho de 1985), o italiano Franco Malerba (julho de 1992), os espanhóis Pedro Duque e Miguel López-Alegría, o mexicano Rodolfo Neri Vela, canadenses, franceses, japoneses, holandeses e outros vindos de países como Grã-Bretanha, Austrália, Bélgica, Suíça e Ucrânia.

O primeiro astronauta israelense, Ilan Ramón, morreu na explosão do ônibus espacial americano Columbia no dia 1º de fevereiro de 2003. A estação Mir, destruída em 2001, abrigou cidadãos do Afeganistão, Áustria, Cazaquistão, Eslováquia e Síria.

No dia 15 de outubro de 2003, a China foi o terceiro país a realizar um vôo tripulado em toda a História da conquista espacial. Em 2001, novo fenômeno: o multimilionário americano Dennis Tito se converteu no primeiro turista do espaço a visitar a Estação Espacial Internacional, seguido em 2002 por Mark Shuttleworth, um abastado sul-africano de 28 anos, primeiro africano no espaço. Em 2005, outro americano também fez a sua viagem ao espaço Greg Olsen, de 59 anos. Os três viajaram a bordo da Soyouz.


 

AFP

Todos os direitos de reprodução e representação reservados. Clique aqui para limitações e restrições ao uso.