0

Base brasileira na Antártica ganhará nova sede, mais moderna e segura

10 out 2013
19h29
  • separator
  • comentários

Lar de cientistas brasileiros na Antártica, a Estação Comandante Ferraz, destruída por um incêndio há mais de um ano, terá nova sede, mais moderna e segura, e as obras começarão no início de 2014, anunciou nesta quinta-feira, no Rio de Janeiro, o almirante Julio Soares de Moura Neto, comandante da Marinha.

Teremos "uma estação moderna, com materiais mais novos e resistentes. Será uma estação mais capacitada para abrigar as pesquisas, e mais segura também", explicou à imprensa o almirante, coordenador da Comissão Interministerial para recursos do mar, após apresentação do projeto da nova base.

Selecionado em abril após um concurso com mais de 100 inscritos, o projeto, com custo estimado em R$ 110 milhões (cerca de 40 milhões de euros), prevê 4,5 mil metros quadrados de área construída com capacidade para abrigar 64 pessoas no verão e 34 no inverno.

A nova estação terá "18 laboratórios internos, mais sete unidades isoladas para pesquisas de meteorologia, ozônio, da atmosfera", entre outros ambientes, detalhou Fabio Henrique Faria, arquiteto responsável pelo Estúdio 41, autor do projeto.

Em fevereiro de 2012, um incêndio provocado por vazamento de combustível matou dois militares e consumiu 70% da base brasileira, comprometendo a realização de pesquisas no local, que abarcam as áreas de Ciências da Terra, da Atmosfera e da Vida.

Faria explicou que a grande preocupação foi em dotar a base de um sistema mais eficaz contra incêndio. Estabelecemos "vários níveis de proteção contra incêndio, tanto sistemas preventivos, de combate e isolamento de risco (...), que evitam a propagação das chamas por toda a estação", explicou.

À apresentação do projeto se seguirá a licitação para a escolha da empresa que vai construir os 200 módulos que vão compor a base, a realização de estudos geotécnicos e colocação das fundações da nova estação, o que deve ocorrer até março de 2014.

A estação modular será construída no Brasil e no verão de 2014-2015, os módulos serão levados para a Antártica e colocados sobre as fundações, instalados no mesmo local da base anterior.

"Acreditamos que em março de 2015 possamos inaugurar a (nova) estação antártica comandante Ferraz", disse o almirante Neto.

Para ele, a permanência do Brasil no continente gelado é uma questão estratégica. "A importância da Antártica é muito grande, pois ela influencia o clima no mundo inteiro. O clima brasileiro (em especial) tem uma ligação direta com a Antártica, (pois) as frentes frias que temos vêm dali", afirmou.

Localizada na Ilha Rei George, Baía do Almirantado, a Estação Comandante Ferraz foi inaugurada em fevereiro de 1984 e recebeu mais de 30 missões científicas de pesquisadores de universidades brasileiras.

Lá são realizados estudos sobre meio ambiente, entre os quais se destacam a pesquisa de fenômenos glaciais com impacto global. Além disso, o gelo antártico abriga cerca de 70% da água doce do planeta.

AFP   

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade