publicidade
29 de outubro de 2012 • 09h13

Astrônomos 'caçam' Plutão para proteger espaçonave de choque

 

Astrônomos estão constantemente monitorando Plutão com o objetivo de obter uma maior confiança para afirmar que não haverá risco de a sonda americana New Horizons, que será enviada ao espaço em julho de 2015, se chocar com o planeta anão durante a trajetória. A espaçonave passará muito próxima do astro e suas luas e ainda existe uma possibilidade de sua posição interferir na viagem. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

O astrônomo do Observatório Nacional do Rio de Janeiro, Roberto Vieira Martins, explica que há uma falta de confiabilidade muito grande nas efemérides do planeta. "Isso porque ninguém costuma corrigir os dados em função da refração (causada pela atmosfera)", afirma. Vieira e sua equipe monitoram Plutão para tentar executar essa correção apropriada dos dados e dar mais confiança às estimativas de posição e distância do planeta. São observadas as variações de brilho e sumiço temporário da estrela em que plutão passa à frente. Com isso, os pesquisadores conseguem dados importantes da dinâmica do sistema plutoniano. O trabalho, até agora, envolveu 151 noites de observação no Observatório Pico dos Dias, em Itajubá (MG), 13 noites no telescópio do Observatório Europeu do Sul (ESO), compreendendo um período de 17 anos.

Terra