0

Restam apenas oito fêmeas de espécie ameaçada de baleias

5 jul 2010
18h15
atualizado às 18h50

Considerado o menor grupo de baleias do mundo, a espécie Eubalaena japonica conta atualmente com 30 integrantes, dos quais apenas oito são fêmeas, realidade que coloca esses animais em sério risco de extinção, segundo alertou a União Internacional para Conservação da Natureza (IUCN, na sigla em inglês).

Eubalaena japonica conta atualmente com 30 integrantes, dos quais apenas oito são fêmeas
Eubalaena japonica conta atualmente com 30 integrantes, dos quais apenas oito são fêmeas
Foto: EcoDesenvolvimento

Essa espécie vive no mar de Bering e no Golfo do Alaska, no Norte do oceano Pacífico. A região abrigava dezenas de milhares desses animais, conhecidos também como baleia-franca-do-pacífico, mas a caça acabou com a maior parte dos integrantes da espécie no século XIX ¿ apenas na década de 40 daquele século foram mortas 30 mil dessas baleias. De acordo com a IUCN, o processo foi intensificado com a caça realizada pela União Soviética nos anos 1960.

Outro fator de risco para a Eubalaena japonica é o tráfego marítimo, em razão das colisões com embarcações. A espécie pode chegar a 18 metros de comprimento. Segundo o pesquisador Paul Wade, do Centro de Ciência da Pesca do Alaska, o reduzido número de fêmeas é o mais preocupante. "É uma situação precária, consequência direta da exploração descontrolada e ilegal das baleias. Isso mostra o fracasso internacional em evitar esse tipo de abuso", afirmou à France Press.

Metodologia
Os pesquisadores usaram dois métodos de medição de populações de baleias para chegar aos resultados. O primeiro foi por meio de observações visuais resultantes de fotos feitas por avião durante o período entre 1998 e 2001 e também em 2008, e imagens registradas por navios de 2005 a 2007. A outra medida foi a coleta de tecidos desses animais, com o objetivo de fazer análises genéticas - foram feitas 43 amostras em dez anos.

Outra população de baleias francas vive ao Oeste do Pacífico Norte e também corre riscos. Segundo estimativas, o grupo conta com menos de 900 indivíduos. As duas populações não se relacionam.

Fonte: EcoDesenvolvimento

compartilhe

publicidade
publicidade