PUBLICIDADE

Pesquisadores criam peixe cor-de-rosa que brilha no escuro

9 nov 2012 - 09h47
(atualizado às 09h56)
Publicidade

Investigadores de Taiwan desenvolveram os primeiros peixes cor-de-rosa, geneticamente modificados para obterem a coloração e brilharem sem necessidade de luz negra. Os animais foram desenvolvidos a partir dos pomacanthidae, ou peixe-anjo, nativos do Rio Amazonas, por um projeto surgido da união entre a Academia Sinica de Taiwan, a Universidade Nacional do Oceano de Taiwan e a empresa privada de biotecnologia Jy Lin. Eles foram exibidos em uma coletiva de imprensa em Taipei, capital da ilha de Taiwan, antes da Exposição Internacional do Aquário de Taiwan.

Peixes foram geneticamente modificados para obterem a coloração rosa e brilharem sem necessidade de luz negra
Peixes foram geneticamente modificados para obterem a coloração rosa e brilharem sem necessidade de luz negra
Foto: Reuters

A curiosidade da espécie, também conhecida como Archocentrus nigrofasciatus var, é que eles brilham no escuro sem o auxílio de lâmpadas ultravioletas (ou luz negra) normalmente instaladas em aquários. De acordo com o jornal britânico Daily Mail, quando uma luz é produzida por um organismo usando reação química, é chamado de bioluminescência, e ocorre normalmente em criaturas do oceano. A forma "iluminada" desses peixes pode servir para comunicação, atrair presas e distrair predadores. Os novos peixes-anjo são da família dos ciclídeos e são naturais de água doce.

Fonte: Terra
Publicidade