2 eventos ao vivo

Macho terá 2 leoas para salvar a maior subespécie de leões

23 jul 2010
13h17
atualizado às 16h05

O zoológico de Hanover, na Alemanha, apresentou nesta sexta-feira o recém-chegado Chalid, um leão berbere. Segundo o zoo, duas leoas esperam Chalid no estabelecimento e, como só existem 54 animais desse tipo no mundo, recai sobre seus ombros a pressão para a procriação da subespécie em cativeiro. As informações são da Agência EFE.

Chalid, um leão berbere, é apresentado no zoológico de Hanover, na Alemanha
Chalid, um leão berbere, é apresentado no zoológico de Hanover, na Alemanha
Foto: EFE

Em seu site na internet, a instituição descreve o leão berbere (Panthera leo leo) como o mais pesado e maior de todos os leões. Ele é um caçador noturno que pode alcançar 2,5 m de comprimento, até 250 kg e que pode viver até 25 anos. A espécie tem pelos longos nas patas e no abdome e o macho se caracteriza por uma juba com pelagem muito espessa.

Existindo apenas em cativeiro, esta espécie foi extinta do seu habitat natural - no norte da África - no Século XX. Hoje ela faz parte do Programa Europeu de Espécies Ameaçadas. Esse programa conta com o apoio de zoológicos e parques pelo mundo, como o Zoológico Nacional de Marrocos, que se esforça por preservar espécies como esta.

Ainda de acordo com o zoo, após desaparecer da natureza, na metade do século XX, a subespécie só poderia ser encontrado no zoológico de Rabat, no Marrocos. A reprodução controlada salvou o leão berbere de desaparecer e então espécimes foram encaminhadas à Europa.

As duas leoas também chegaram ao zoo recentemente, em abril deste ano. Inicialmente, passaram protegidas do frio europeu, mas depois foram para exposição.

Fonte: Redação Terra
publicidade