0

Câmera registra parto de tigre raro em zoo de Londres

Tigre-de-sumatra Melati deu à luz cerca de seis meses após abertura de novo recinto no zoo para incentivar procriação

2 out 2013
08h04
atualizado às 08h48
  • separator
  • 0
  • comentários

Câmeras ocultas capturaram o nascimento do primeiro filhote de tigre no Zoológico de Londres em 17 anos. A fêmea de tigre-de-sumatra Melati deu à luz ao filhote no dia 22 de setembro, após seis minutos de trabalho de parto. Os tigres-de-sumatra são uma das espécies mais raras de felinos do mundo e estão ameaçados de extinção.

A gravidez, que durou cerca de 105 dias, foi mantida em segredo pelos tratadores do zoológico. O filhote nasceu apenas seis meses após a abertura de um novo recinto para os tigres, criado com o objetivo de incentivar os animais a procriarem.

'Instintos'
"Estávamos nervosos com a gravidez, porque era o primeiro filhote de Melati e não sabíamos como ela reagiria", disse o tratador Paul Kybett. "Quando chegou a data prevista para o parto, estávamos todos acompanhando pelos monitores, segurando a respiração", comentou.

Segundo ele, o parto aconteceu "muito rápido" e logo "os instintos maternais de Melati apareceram imediatamente e ela começou a lamber o filhote, que logo estava se virando no chão".

"Só se passaram alguns dias, então estamos deixando Melati tomar conta sozinha de seu adorável bebê. Nossas câmeras nos permitem acompanhá-los à distância", disse. "Até agora, ela está se provando uma mãe exemplar", afirmou.

Os tratadores do zoológico ainda não sabem o sexo do filhote, que somente deverá ser mostrado ao público daqui a várias semanas. O novo filhote é neto do último filhote nascido no zoológico, Hari, que é pai de Melati. O pai do novo filhote é o tigre Jae Jae, de cinco anos, que não está envolvido nos cuidados com o animal após o parto.

PR: família trava batalha na Justiça para manter tigres em casa

BBC News Brasil BBC News Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da BBC News Brasil.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade