0

Aquário apresenta filhote de pinguim ameaçado de extinção

13 jan 2011
13h44

O Aquário da Baía de Monterey, nos Estados Unidos, conseguiu procriar um filhote de pinguim africano (

A espécie é considerada em extinção pela União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN) devido ao declínio populacional acelerado, em decorrência da pesca comercial e alternâncias na população de presas
A espécie é considerada em extinção pela União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN) devido ao declínio populacional acelerado, em decorrência da pesca comercial e alternâncias na população de presas
Foto: Monterey Bay Aquarium / Divulgação

Spheniscus demersus

), espécie ameaçada de extinção. É o primeiro filhote de pinguim africano nascido no aquário e ainda tem o gênero indeterminado. Os pais, Umngane e Dassen, mantiveram o ovo em segredo dos tratadores do aquário, até o nascimento do filhote no último sábado (8), que foi pesado e verificado pelo veterinário pessoal do aquário. Em dois dias, a cria havia aumentado de peso, devido à alimentação feita regularmente pelos pais.

Dentro de três semanas, o filhote tentará deixar o ninho e, para sua própria segurança, será removido da exibição para ser criado pelos tratadores. Com isso, o pinguim será capaz de agir como um animal treinado, interagindo com o público, segundo o aquário. Chegando aos 80 dias de idade, o filhote terá idade suficiente para experimentar voltar à exibição. Esta é a primeira vez que o Aquário da Baía de Monterey foi autorizada a criar filhotes de pinguim. As aves são parte do Plano de Sobrevivência de Pinguins Africanos.

A espécie em questão é considerada em extinção pela União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN) devido ao declínio populacional acelerado, em decorrência da pesca comercial e alternâncias na população de presas.

Fonte: Redação Terra

compartilhe

publicidade
publicidade