0

Caso de gripe suína no TO é de missionária americana

30 mai 2009
18h53

A Secretaria de Saúde do Tocantins confirmou neste sábado o primeiro caso de gripe suína no Estado. A paciente está internada no Hospital Geral de Palmas (HGP) e faz parte de um grupo de quatro missionárias que veio dos Estados Unidos para ajudar na construção de uma creche e uma igreja no município de Colinas, a 247 km da capital.

» Entenda como age o vírus Influenza A (H1N1)


» Tire suas dúvidas sobre a gripe suína
» Brasil tem mais 4 casos de gripe suína
» México: mortes por gripe suína sobem para 97

Em tratamento desde o dia 23, Michelli Constantim está isolada no primeiro andar do HGP, junto às demais missionárias, além de um padre e uma tradutora que são de Colinas e também estão sob suspeita. Anteriormente, o Tocantins já teve dois casos suspeitos e dois monitorados, mas todos foram descartados.

O Ministério da Saúde confirmou na tarde deste sábado mais três outros casos no País, além da missionária, o que eleva para 20 o total de infectados até o momento. Os demais casos confirmados são de Santa Catarina (2) e São Paulo (1).

Os 20 casos confirmados da doença no Brasil encontram-se em São Paulo (8), Rio de Janeiro (5), Santa Catarina (4), Minas Gerais (1), Rio Grande do Sul (1) e Tocantins (1). O ministério informou que monitora todas as pessoas que estabeleceram contato próximo com esses pacientes.

O Ministério da Saúde também acompanha 19 casos suspeitos de contaminação por Influenza A (H1N1) em 10 Estados do País. Além disso, 17 casos estão em monitoramente em 9 Estados e o número de casos descartados até o momento é de 346.

Fonte: Especial para Terra

compartilhe

publicidade