Brasil

publicidade
18 de fevereiro de 2013 • 13h02 • atualizado em 09 de Setembro de 2013 às 13h52

Yoani Sánchez acha "lindo" protesto em que teve cabelo puxado

A blogueira dissidente cubana Yoani Sánchez posa com a bandeira brasileira após desembarcar no aeroporto de Guararapes, em Recife (PE)
Foto: Reuters

A blogueira cubana Yoani Sanchéz está no Brasil desde ontem e às 11h de segunda chegou a cidade baiana de Feira de Santana, onde começa sua visita ao Brasil para uma extensa agenda política. Ela foi hostilizada na chegada à capital pernambucana mas, segundo o jornalista Rafael Velame, que a recepciona na Bahia, a dissidente do regime castrista ficou admirada com as manifestações. Nem um puxão de cabelo lhe tirou o entusiasmo.

“Que lindo! Eu queria que no meu país eu pudesse fazer isso”, disse Yoani ao ver as manifestações contrárias à sua visita ao país. Velame avaliou que o protesto excedeu os limites e, por isto, ao chegar em Salvador, a comitiva que a acompanha decidiu tirá-la do terminal por uma saída lateral. Depois, ela seguiu em uma van para Feira de Santana.

“Sabíamos que tinha um protesto em Salvador, mas não vimos, porque levamos ela por uma saída lateral. Eu acho que tem que haver protestos, mas tem que ser pacífico. Não é justo que ela passe por isso”, criticou o jornalista. Os protestos em Salvador foram feitos por integrantes da União da Juventude Socialista e reuniu cerca de 30 pessoas com cartazes.

Yoani Sánchez foi deixada em um hotel em Feira de Santana para descansar após 30 horas de viagem entre Cuba e a segunda maior cidade da Bahia. Às 19h, ela participará de uma exibição do documentário Conexão Cuba-Honduras no Museu Parque do Saber.

Especial para Terra