Planalto: Lula se referia à Air France sobre indenizações

15 de junho de 2009 • 18h43 • atualizado às 18h52
Segundo o Planalto, a fala de Lula sobre as indenizações foi mal interpretada Foto: Reuters
Segundo o Planalto, a fala de Lula sobre as indenizações foi mal interpretada
15 de junho de 2009
Foto: Reuters

O Palácio do Planalto informou nesta segunda-feira, por meio de sua assessoria de imprensa, que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva não disse em Genebra, na Suíça, que o governo francês indenizaria as famílias das vítimas do voo AF 447. Segundo assessores, Lula se referia à parte francesa no processo de indenizações, a Air France.

"Ele (Sarkozy) me disse para ficar tranquilo porque a França assumirá a responsabilidade pela indenização das famílias brasileiras e francesas e de outros países", disse Lula, após se encontrar com o presidente francês, Nicolas Sarkozy. O Itamaraty descartou que a fala do presidente brasileiro tenha causado mal-estar entre os países e sustentou que o presidente fazia referência à Air France.

Mais cedo, um porta-voz da companhia francesa havia negado à agência AP que as indenizações não seriam responsabilidade do governo francês. Assessores de Sarkozy em Paris e Genebra se recusaram a comentar o assunto.

O acidente
O Airbus A330 saiu do Rio de Janeiro no domingo (31), às 19h (horário de Brasília), e deveria chegar ao aeroporto Roissy - Charles de Gaulle de Paris no dia 1º às 11h10 locais (6h10 de Brasília).

De acordo com nota divulgada pela FAB, às 22h33 (horário de Brasília) o voo fez o último contato via rádio com o Centro de Controle de Área Atlântico (Cindacta III). O comandante informou que, às 23h20, ingressaria no espaço aéreo de Dakar, no Senegal.

Às 22h48 (horário de Brasília) a aeronave saiu da cobertura radar do Cindacta, segundo a FAB. Antes disso, no entanto, a aeronave voava normalmente a 35 mil pés (11 km) de altitude.

A Air France informou que o Airbus entrou em uma zona de tempestade às 2h GMT (23h de Brasília) e enviou uma mensagem automática de falha no circuito elétrico às 2h14 GMT (23h14 de Brasília). A equipe de resgate da FAB foi acionada às 2h30 (horário de Brasília).

Redação Terra
 
Enviar para amigos
Fechar por:
Enviar para amigos
Fechar por:

Imprimir

Fechar
Mais vistos

Notícias

  1. Carregando...
leia mais notícias »