Visita do Papa

Visita do Papa

Terça, 17 de abril de 2007, 10h42 Atualizada às 13h24

Papa deve consumir 15 tipos de vinhos no Brasil

Quinze tipos de vinhos serão servidos nas refeições durante a passagem do papa Bento XVI pelo Brasil. São cinco vinhos brasileiros, cinco chilenos, quatro argentinos e um uruguaio.

» Veja a programação do Papa no Brasil
» Conheça a biografia do papa Bento XVI
» vc repórter: Mande fotos e notícias
» CORREÇÃO: Papa deve consumir 15 tipos de vinhos no Brasil

O mais barato é o Rio Sol Rose 2006, da empresa brasileira Vinibrasil, que custa R$ 18,90. Os cinco vinhos brasileiros são produzidos na região de Petrolina, em Pernambuco. O mais caro é o Rio Sol Reserva Assemblage 2005, vendido no mercado a R$ 29,50.

Os vinhos mais caros são os chilenos Seña 2001, do produtor Eduardo Chadwick, que custa R$ 348. Pelo mesmo preço, tem ainda o Don Melchor 2001, do produtor Concha y Toro, do Chile.

Durante os três dias do Papa na capital paulista deverão ser consumidas 500 garrafas de vinho. Bento XVI estará companhado de cerca de 70 pessoas.

A sommalier Anna Rita Zanier Figueiredo disse que todos os vinhos são da América do Sul e foram escolhidos porque é a primeira vez que o Papa visita o continente. "Os vinhos brasileiros serão os protagonistas. Eles são produzidos no Nordeste, que é uma terra conhecida pela sua fé. Uma região pobre e as pessoas foram capacitadas para esse trabalho com o uso de tecnologia".

Um dos motivos da escolha pelos vinhos do Nordeste foi que a produção melhorou a vida das pessoas, com a geração de novos empregos e a capacitação de profissionais.

O Papa vai comer no Brasil uma sopa de palmito, nhoques de mandioquinha, bolo de banana, bolo de fubá e pão-de-ló.

  • Imprima esta notícia
  • Envie esta notícia por e-mail

Busca

Busque outras notícias no Terra: