0

Velocidade dos ventos chegou a 100km/h no PR nessa terça

11 nov 2009
06h25
atualizado às 09h34

A velocidade das rajadas de vento que atingiram o Paraná e o sul de São Paulo nessa terça chegou a 100 km/h, segundo informações da Climatempo. Segundo o ministro das Minas e Energia Édison Lobão, as condições atmosféricas podemter causado a queda de energia elétrica.

A antena da Gazeta iluminou a avenida Paulista
A antena da Gazeta iluminou a avenida Paulista
Foto: Reinaldo Marques / Terra

Perto das 22h, quando começou a queda na energia elétrica, a agência registrava ventos de até 70 km/h no sul do Paraná, velocidade considerada normal na passagem de frentes frias. A região de Cascavel, no final da noite, registrou ventos de até 100 km/h. Em 15 de outubro, o Instituto Tecnológico Simepar, vinculado à Secretaria de Ciência e Tecnologia do Paraná, confirmou a passagem de um tornado pelo Estado, com ventos de 115 km/h. Na ocasião, não foi registrada uma queda generalizada de energia elétrica.

No final da noite de terça, o presidente da usina hidrelétrica de Itaipu Jorge Samek disse que a falha na transmissão foi provocada por um acidente. "Com certeza foi um vento forte que provocou", disse Samek. O ministro de Minas e Energia, Édison Lobão, também considerou que "causas atmosféricas" possam ter provocado a queda de energia. "Imagina-se que uma tempestade de grande intensidade possa ter contribuído para desligar as linhas de Itaipu e, por consequência, outras linhas saíram de funcionamento", disse Lobão.

A média de velocidade em frentes frias é de 60 km/h nessa época do ano, segundo a agência. Dez Estados e o Distrito Federal foram atingidos por queda de energia elétrica na noite desta terça - São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rio de Janeiro, Goiás, Rio Grande do Sul, Paraná, Pernambuco e Espírito Santo.

Nesta quarta-feira a previsão é de chuva forte, com risco de temporais, no Rio de Janeiro, Minas, Goiás, Distrito Federal e Mato Grosso, devido à passagem da frente fria que atingiu o Paraná nesta terça. As chuvas fortes sobre os Estados atingidos pelo apagão podem começar pela manhã.

A usina binacional de Itaipu publicou um comunicado nesta madrugada no qual afirma que a origem da queda de energia não esteve no seu funcionamento. Com 20 unidades geradoras e 14 mil megawatts de potência instalada, a usina binacional de Itaipu fornece 19,3% da energia consumida no Brasil e abastece 87,3% do consumo paraguaio.

Fonte: Redação Terra
publicidade