1 evento ao vivo

Metrô de SP obtém licença ambiental para monotrilho até aeroporto

21 mar 2012
23h40
atualizado às 23h46

O Metrô de São Paulo recebeu nesta quarta-feira da Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente a informação de que amanhã será publicado no Diário Oficial do Município a Licença Ambiental de Instalação (LAI) para iniciar as obras do primeiro trecho de 7,7 km do monotrilho da Linha 17-Ouro, entre o aeroporto de Congonhas e a estação Morumbi da Linha 9-Esmeralda da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), permitindo, assim, a interligação com a rede metroferroviária.

Conheça o projeto da linha 17-Ouro do Metrô

Com a LAI, o Metrô negocia junto à Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) e ao Consórcio Monotrilho Integração os preparativos para dar início às obras na última semana deste mês ou nos primeiros dias de abril. Nessa etapa, a Linha 17-Ouro vai ligar o aeroporto de Congonhas à estação Morumbi da Linha 9 da CPTM (Osasco-Grajaú), atendendo à concentração da rede hoteleira na região das avenidas Berrini e Nações Unidas. O trecho inicial da Linha 17-Ouro está previsto para operar em 2014. Sua demanda estimada é de 5 mil passageiros por dia.

O segundo trecho, com 6,5 km, deve interligar o aeroporto de Congonhas à Linha 1-Azul do Metrô, na estação Jabaquara. No percurso, a Linha 17 estará conectada à Linha 5-Lilás, na futura estação Água Espraiada/Campo Belo. Já o terceiro trecho, com extensão de 3,5 km, fará conexão com a Linha 4-Amarela na estação São Paulo-Morumbi, passando pelo bairro de Paraisópolis.

A Linha 17-Ouro, cujo contrato para implantação foi assinado em julho do ano passado, terá 17,7 km de extensão e 18 estações. A demanda total prevista para o trecho Jabaquara¿São Paulo/Morumbi é de 252 mil usuários por dia.

O monotrilho da Linha 17-Ouro terá carros sobre pneus. Movido à energia elétrica, o trem circulará a uma altura entre 12 e 15 m do solo, dependendo do trecho, correndo sobre vigas de concreto. A frota será composta por 24 trens com capacidade para 400 passageiros e ar-condicionado.

Fonte: Terra
publicidade