Trânsito

publicidade
06 de setembro de 2010 • 12h12

É seguro criança ir na frente com cadeirinha, diz Denatran

Tatiana Damasceno
Direto Brasília

O diretor do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), Alfredo Peres, afirmou nesta segunda-feira que o transporte de crianças em cadeirinhas no banco da frente é seguro. O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) publicou no Diário Oficial da União a deliberação que permite que veículos que possuam apenas cinto abdominal no banco de trás transportem crianças com idade inferior a 10 anos no banco dianteiro com o uso do dispositivo de retenção adequado para a criança (bebê conforto, cadeirinha ou assento de elevação).

» Publicada regra para cadeirinha em carros com cinto de 2 pontos
» Polícia de SP passa a aplicar multas por lei da cadeirinha
» Veja detalhes das cadeirinhas
» Siga o Terra no Twitter

"É muito mais seguro a criança na frente do que atrás sem nada", disse o diretor, lembrando que esta decisão foi tomada para evitar que os pais fizessem adaptações caseiras que poderiam prejudicar a segurança das crianças. "Essas adaptações podem ser inseguras. Nós preferimos deixar a criança no banco da frente".

Segundo a resolução, nesses veículos as crianças de 4 a 7 anos e meio de idade poderão ser transportadas no banco traseiro com o cinto de segurança de dois pontos sem o assento de elevação. Segundo Peres, isso deverá ser feito para evitar que com o assento a criança fique com o cinto na altura do pescoço.

As regras valem para veículos que possuem apenas cintos abdominais no banco traseiro, independente do ano de fabricação. Quem foi multado nessa situação anteriormente poderá, segundo o diretor, ter o auto de infração cancelado, já que a decisão foi publicada hoje. As alterações entram em vigor a partir desta segunda-feira.

Especial para Terra