0

Suspeito de ataques a ônibus em SC morre em confronto com a polícia

3 fev 2013
13h40
atualizado às 13h58

Um suspeito de participação nos ataques a ônibus dos últimos dias em Santa Catarina morreu na madrugada deste domingo em Joinville em confronto com a polícia.

Identificado como Jean de Oliveira, o suspeito, que estava em uma moto com placa dobrada, foi morto por volta das 3h ao tentar atirar em um policial militar que estava de folga. Ele foi perseguido por viaturas, não obedeceu a ordem de parar e tentou atirar contra os veículos. A polícia deteve ainda Jaison Cordeiro, de 22 anos, que estava na garupa da moto.

Desde o início dos ataques criminosos em Santa Catarina até as 7h deste domingo, foram registradas 43 ocorrências em 14 municípios e 20 detenções. Também desde as 18h de ontem até o começo da manhã de hoje, além do confronto no qual morreu o suspeito, três ônibus de transporte público e duas carretas particulares foram incendiadas, houve disparos contra a casa de um policial civil.

Duas delegacias e e três subprefeituras - em Chapecó, Araquari e Itajaí - foram ainda alvo de ataques. Em Itajaí, dois homens lançaram um coquetel molotov contra o muro do prédio municipal e depois fugiram de bicicleta, segundo relato de um segurança.

Para evitar ataques na região metropolitana de Florianópolis, a polícia escoltou ontem à noite um grande número de ônibus entre 20h e 22h, e depois ordenou a suspensão do serviço de transporte público até a manhã de hoje.

As autoridades atribuem os ataques a uma resposta às ações policiais contra quadrilhas de traficantes e ao endurecimento do tratamento dos presos no estado.

Em novembro houve uma onda de violência similar no estado, que durou cerca de uma semana e ocorreu ao mesmo tempo que uma série de incêndios, tiroteios e assassinatos em São Paulo.

EFE   
publicidade