2 eventos ao vivo

Secretário-geral da ONU elogia Fome Zero e Bolsa Família

27 mai 2010
15h34
atualizado às 17h34

O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, disse, em entrevista coletiva no Rio de Janeiro, durante o III Fórum da Aliança de Civilizações, que os programas Fome Zero e Bolsa Família fizeram "uma grande diferença" para o Brasil.

Depois de elogiar programas sociais do Governo Lula, secretário-geral da ONU aproveita passagem pelo Brasil para desejar boa sorte à seleção brasileira na Copa
Depois de elogiar programas sociais do Governo Lula, secretário-geral da ONU aproveita passagem pelo Brasil para desejar boa sorte à seleção brasileira na Copa
Foto: Reuters

Depois de saudar os jornalistas em português, Ban disse que o país obteve progressos sobre a erradicação da extrema pobreza e da fome, um dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio da ONU, e citou a importância dos dois programas sociais nesse sentido.

Ban evitou se posicionar sobre uma possível entrada do Brasil no Conselho de Segurança da ONU como membro permanente, mas defendeu sua reforma e disse "tentar criar uma atmosfera favorável para a decisão correta".

O secretário também falou sobre a relevância do Brasil em operações de manutenção da paz em diferentes partes do mundo. "Mais de 2,4 mil militares e policiais brasileiros servem em oito operações de paz pelo mundo, incluindo no Haiti", disse, antes de ressaltar a liderança regional brasileira entre os países do sul.

Ele falou ainda sobre a importância do país em questões ambientais, já que abriga alguns dos principais ecossistemas do mundo. "Não há solução possível sobre as mudanças climáticas que não inclua o Brasil".

Para finalizar o discurso, em tom de brincadeira, citou outro tema de relevância internacional no qual o Brasil se destaca: a Copa do Mundo. Ban desejou boa sorte à seleção brasileira.

EFE   
publicidade