Brasil

publicidade
27 de junho de 2011 • 15h05 • atualizado às 15h50

Santos musculosos em Parada Gay de SP irritam Igreja Católica

Cartazes foram expostos pela avenida Paulista
Foto: Terra Britto / Futura Press

Com o lema 'Amai-vos Uns aos Outros: Basta de Homofobia', a 15ª Parada do Orgulho LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais), em São Paulo, reuniu milhões de pessoas na avenida Paulista no domingo. Mesmo com a realização pacífica, a decoração do evento causou polêmica. Cartazes de uma campanha que defende o uso da camisinha, usando modelos vestidos de santos, irritaram a Igreja Católica. As informações são do Jornal Hoje.

De acordo com o cardeal Dom Odilo Scherer, arcebispo metropolitano de São Paulo, as imagens, que mostravam santos musculosos, é um desrespeito. "Isso ofende profundamente, fere o sentimento religioso do povo. O uso debochado da imagem dos santos é ofensivo e desrespeitoso, que nós desaprovamos. Quando dizem que nem santo salva da AIDS, é verdade. O que salva da AIDS são comportamentos corretos, responsáveis, respeitosos, dignos. Isso salva da AIDS", afirmou. A organização do evento, porém, negou que a campanha tivesse o objetivo de agredir a Igreja Católica.

Terra