0

"Rebelião" em 1969 nos EUA marca início do movimento LGBT

1 jun 2010
10h00
atualizado às 11h49
Fabiana Leal

Lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais (LGBT) celebram o Dia do Orgulho LGBT em 28 de junho. A data marca a Rebelião de Stonewall, em Nova York (EUA), em 1969. Stonewall é um bar frequentado por esse público e que, na época, sofria repetidas batidas policiais sem justificativa. O grupo iniciou um tumulto generalizado que durou três dias. Após esse episódio, o dia 28 de junho passou a representar o início do movimento moderno LGBT, que busca liberdade de expressão e igualdade de direitos.

Rebelião no bar Stonewall, nos EUA, em em 28 de junho de 1969, marca o início do movimento LGBT
Rebelião no bar Stonewall, nos EUA, em em 28 de junho de 1969, marca o início do movimento LGBT
Foto: Divulgação

Desde então, todo ano a data é celebrada por meio de paradas e outros eventos culturais, numa expressão de orgulho de assumir publicamente a orientação sexual e identidade de gênero LGBT.

No Brasil, as paradas do Orgulho LGBT começaram a se tornar um importante momento de expressão e visibilidade a partir de 1995. Inicialmente, elas eram realizadas em grandes capitais, mas, em 2008, o País teve 178 paradas, inclusive em cidades interioranas, de acordo com a Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ALGBT). No mesmo ano, a parada em São Paulo reuniu 3,4 milhões de pessoas na avenida Paulista e na rua da Consolação.

Na capital paulista, a data da parada geralmente coincide com o feriado prolongado de Corpus Christi, que neste ano será celebrado no dia 3 de junho, uma quinta-feira. Com isso, a 14ª Parada do Orgulho LGBT ocorrerá no dia 6 de junho, a partir das 12h. A abertura será em frente ao Museu de Arte de São Paulo (Masp) e o encerramento na Praça Roosevelt, às 19h30.

Antigamente chamada GLBT, a sigla passou a ser LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transsexuais) em 2008. A decisão tomada durante 1ª Conferência Nacional de Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais.

Fonte: Redação Terra

compartilhe

publicidade