1 evento ao vivo

Primeiro exame em paciente com suspeita de ebola dá negativo

Confirmação só deve acontecer após a realização de um segundo exame, que será feito no domingo e divulgado na segunda, segundo o Ministério da Saúde

11 out 2014
09h18
atualizado às 13h23
  • separator
  • comentários

Deu negativo o resultado do primeiro exame feito no paciente com suspeita de infecção pelo vírus ebola, informou o Ministério da Saúde na manhã deste sábado. A confirmação, no entanto, só deve acontecer após a realização de um segundo exame, que será feito no domingo. Se a suspeita de ebola também for descartada no segundo exame, o paciente sairá do isolamento. O resultado deve ser conhecido na segunda-feira, informou neste sábado o ministro da Saúde, Arthur Chioro.

<p>Ambulância com missionário de 47 anos, que veio da Guiné para o Paraná no dia 17 de setembro, chegando ao Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas (Fiocruz), no Rio de Janeiro (RJ), na manhã de sexta-feira</p>
Ambulância com missionário de 47 anos, que veio da Guiné para o Paraná no dia 17 de setembro, chegando ao Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas (Fiocruz), no Rio de Janeiro (RJ), na manhã de sexta-feira
Foto: José Lucena / Futura Press

Conheça as medidas para evitar contágio de ebola

Segundo o ministério, o estado de saúde do paciente “é bom, não apresente febre e está mantido em isolamento total” no Instituto de Infectologia Evandro Chagas (Fiocruz), no Rio de Janeiro.

O homem, de 47 anos, saiu de Guiné, na África Ocidental, no dia 18 de setembro, com conexão em Marrocos, e chegou ao Brasil em 19 de setembro. Ele informou ter começado a sentir os primeiros sintomas na última quarta-feira e procurou atendimento médico na quinta-feira na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Brasília, em Cascavel (PR). Em seguida ele foi transferido para o Fiocruz, no Rio de Janeiro.

No momento em que foi atendido na UPA, o homem só apresentava febre, sem os outros sintomas típicos da doença, como diarreia e vômitos. No Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas, no Rio de Janeiro (RJ), foi colhido sangue e enviado para análise laboratorial no Instituto Evandro Chagas, no Pará.

Foto: Arte Terra

Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade